Dia mundial da Artrite, uma oportunidade para pacientes e famílias estarem informadas

Para : Global Rheumatology by PANLAR
11 Outubro, 2020
https://doi.org/10.46856/grp.232.e038
views 1083Visualizações

Desde 1996, o 12 de outubro é reconhecido como o Dia Mundial da Artrite. Uma iniciativa global que reúne pessoas para aumentar a conscientização sobre as doenças reumáticas e musculoesqueléticas estabelecida pela Arthritis and Rheumatism International (ARI) e administrada pela Liga Europeia contra o Reumatismo (EULAR).

O objetivo do Dia Mundial da Artrite não é apenas aumentar a conscientização, mas também influenciar as políticas públicas e informar aos pacientes e familiares que convivem com essas doenças. Geralmente, não resultam em altas taxas de mortalidade, mas limitam a independência das pessoas e as impedem de realizar as suas atividades diárias e, geralmente, de terem uma qualidade de vida adequada.

Por esta razão, hoje mais do que nunca devemos unir as vozes dos nossos pacientes e organizações científicas para aumentar a conscientização do mundo sobre os sintomas relacionados à artrite e destacar a importância do diagnóstico precoce para obter acesso ao tratamento médico adequado o mais rápido possível.

Existem muitas condições que podem ser incluídas no espectro de condições musculoesqueléticas, como a dor lombar, a artrite reumatoide e muitas outras doenças semelhantes que afetam milhões de pessoas em todo o mundo e são uma das principais causas de deficiência.

Muitos deles podem ser prevenidos e controlados com eficácia, reduzindo assim a dor e a incapacidade, mas são frequentemente ignorados pelos formuladores de políticas internacionais, regionais e nacionais, resultando em um aumento na incapacidade evitável.

No Dia Mundial da Artrite, juntamente com o nosso anfitrião, o Dr. Diego Jaimes, o Carlo Vinício Caballero, editor-chefe da Global Rheumatology, e vários convidados, teremos um café para discutir essas questões.

Hoje estamos acompanhados pela Enma Pinzón, Presidente da Fundação para Pacientes Reumáticos do Panamá (FUNARP), membro da Associação Pan-Americana de Pacientes com Doenças Reumáticas (ASOPAN) e junto com ela o Miguel Albanese, reumatologista uruguaio, ex-residente da Sociedade Uruguaia de Reumatologia e Membro do Comitê Executivo da Panlar.

enviar Envía un artículo